Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/16785
Tipo do documento: Tese
Título: As duras penas: o índio na literatura e a literatura indígena
Título(s) alternativo(s): Showing the white and the red feathers: Indians in literature and Indigenous literatures
Autor: Jacob, Lívia Penedo 
Primeiro orientador: Oliveira, Ana Lúcia Machado de
Primeiro membro da banca: Freire, José Ribamar Bessa
Segundo membro da banca: Krause, Gustavo Bernardo Galvão
Terceiro membro da banca: Costa, Daniel Munduruku Monteiro
Quarto membro da banca: Besner, Neil Kalman
Resumo: Esse trabalho está dividido em quatro capítulos, e grande parte do estudo aqui apresentado orbita em torno da questão indígena nas letras brasileiras. Na primeira parte da tese, é feita uma análise historiográfica, desde os documentos do então chamado “descobrimento” das Américas até a produção da obra moderna Macunaíma de Mario de Andrade, rapsódia lida pela crítica especializada como uma ruptura na representação do indígena na América Latina. O segundo capítulo contempla a contemporaneidade na literatura nacional; para tal foram abordadas tanto obras de autoria indígena como não indígenas que versam sobre as alteridades ameríndias. A base teórica nessa passagem inclui Costa Lima (2003) e Emmanuel Lévinas (2004, 2008). A terceira parte do estudo da tese é teórica. Nesta passagem, busca-se responder os questionamentos epistemológicos ensejados pela literatura ameríndia. Servem, como guias, tanto alguns autores tradicionais como Compagnon (1999) e Eagleaton (2003), como autores mais contemporâneos como Munduruku (2012), Viveiros de Castro (2016), Hunt (2002), DePasqualle e LaRoque (2010), dentre outros. A despeito de a teoria beber de fontes estrangeiras, a análise literária está, nessa passagem, mais direcionada às obras ameríndias brasileiras. O último capítulo da tese, por sua vez, se dispõe a analisar alguma literatura indígena produzida em outros recantos das Américas. No primeiro tópico, há uma investigação sobre a formação dessa literatura na América do Norte, dando especial relevo ao Canadá. Já no segundo e último tópico, fala-se da América Hispânica, ganhando destaque a literatura peruana
Abstract: This thesis is divided into four chapters, mostly orbiting problems concerning the Amerindian in Brazilian literature. The first chapter is a historiography covering some primary sources from what was known as “the discovery of America” to the publishing of Mario de Andrade’s Macunaíma. Specialized critics consider this rhapsody a watershed concerning the representation of Amerindians in Latin American literature. The second chapter analyses Brazilian contemporary literature, including Indigenous and non-Indigenous authors who explore Indigenous alterities. Critics drawn on in Chapter two include Luiz Costa Lima (2003) and Emmanuel Lévinas (2004, 2008). The third section is more critical and theoretical, revisiting several epistemological problems. Traditional authors as Compagnon (1999) and Eagleton (2003) are mentioned, as well as more contemporary authors such as Munduruku (2012), Viveiros de Castro (2016), Hunt (2002), DePasquale and LaRoque (2010), among others. The methodology uses foreign sources, but the primary sources are mostly Brazilian. Finally, the last chapter analyses Indigenous literature published outside Brazil. The first section discusses North American Indigenous literature, emphasizing the Indigenous Canadian Renaissance. In the last section, we reflect upon the roles Indians played inthe literature of Hispanic America, emphasizing Peruvian literature
Palavras-chave: Literatura indígena
Colonização
Alteridade
Índios na literatura – História e crítica
Literatura brasileira – Escritores indígenas
Indigenous literature
Colonization
Alterity
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Educação e Humanidades::Instituto de Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras
Citação: JACOB, Lívia Penedo. As duras penas: o índio na literatura e a literatura indígena. 2020. 233 f. Tese (Doutorado em Letras) – Instituto de Letras, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/16785
Data de defesa: 9-Jan-2020
Aparece nas coleções:Doutorado em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Livia Penedo Jacob - 2020 - Completo.pdf1,76 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.