Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17091
Tipo do documento: Dissertação
Título: Residência Multiprofissional em Transplante: a construção de um projeto de Serviço Social
Título(s) alternativo(s): Multiprofessional Residency in Transplantation: the construction of a Social Work project
Autor: Gurjão , Fernanda Maia 
Primeiro orientador: Matos, Maurílio Castro de
Primeiro membro da banca: Bravo , Maria Inês Souza
Segundo membro da banca: Castro, Marina Monteiro de Castro e
Resumo: A proposta do estudo em tela teve por objetivo identificar as contribuições da Residência Integrada Multiprofissional em Atenção Hospitalar à Saúde, da Universidade Federal do Ceará (RESMULTI-UFC), para a organização do trabalho do Serviço Social nas unidades de transplante renal, hepático e medula óssea, do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC-UFC), entre os anos de 2011 e 2019. A pesquisa configurou-se por uma análise do conteúdo sistematizado por assistentes sociais que nesse marco temporal estavam vinculadas à RESMULTI-UFC, na condição de residentes, preceptoras e tutora, e integravam os processos de trabalho coletivos das referidas unidades de transplante. Também foi subsidiada por observações registradas em diário de campo, quando na experiência como residente entre os anos de 2014 e 2016, e por análise documental. Por objetivos específicos, buscou-se analisar como as expressões da contrarreforma do Estado perpassam os processos de trabalho coletivos no HUWC e nele a RESMULTI-UFC, bem como as suas potencialidades direcionadas ao fortalecimento do Projeto de Reforma Sanitária; identificar as necessidades em saúde que se apresentam como demandas do transplante e respostas construídas pelas assistentes sociais; identificar como as sistematizações têm contribuído para “realimentar” a prática no cotidiano do trabalho na instituição e se essas evidenciam que a RESMULTI-UFC tem contribuído para a transformação da cultura centralizada na valorização do saber médico. Embora com a impossibilidade de ir a campo, por decorrência da pandemia da COVID 19, através da análise de conteúdo foi possível apreender elementos significativos para responder as hipóteses de que a RESMULTI-UFC, objetivamente, se materializa como um campo significativo para refletir a realidade e fortalecer o projeto contra-hegemônico, que busca transformação de práticas na saúde, mas sofre diretamente os efeitos do contexto de desmonte do SUS e da precarização das relações de trabalho; as sistematizações do Serviço Social no contexto da RESMULTI-UFC trouxeram subsídios significativos para refletir as expressões da questão social no contexto do transplante e têm contribuído para a constante “realimentação” do trabalho nessas unidades e, no que diz respeito ao campo empírico das sistematizações, tem-se que a conformação de equipes multiprofissionais na saúde e a inserção do Serviço Social nessas tem potencial para que se apreenda o “processo de transplante” e não somente o “procedimento”, mas para isso é necessário construir ações direcionadas à ruptura com a cultura hospitalar centralizada do saber médico. O que se buscou demonstrar foi o movimento realizado pelas assistentes sociais em torno de determinados objetos de pesquisa, através dos quais construíram as reflexões e a contribuição para o trabalho profissional. Estas foram permitidas pelo espaço sociocupacional do transplante do HUWC, mediado pelas ações, finalidades e condições em que a RESMULTI-UFC se estabeleceu.
Abstract: The purpose of the present study was to identify the contributions of the Integrated Multiprofessional Residency in Hospital Health Care, at the Federal University of Ceará (RESMULTI-UFC), for the organization of Social Work work in kidney, liver and bone marrow transplant units. bone, from the Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC-UFC), between the years 2011 and 2019. The research was configured by an analysis of the content systematized by social workers who in this timeframe were linked to RESMULTI-UFC, in condition of residents, tutors and tutor, and integrated the collective work processes of the referred transplant units. It was also subsidized by observations recorded in a field diary, when in the experience as a resident between the years 2014 and 2016, and by documentary analysis. For specific objectives, we sought to analyze with the expressions of the State's counter-reform the collective work processes in HUWC and in it RESMULTI-UFC, as well as its potentialities aimed at strengthening the Sanitary Reform Project; identify health needs that present themselves as transplant demands and responses constructed by social workers; to identify how the systematizations have contributed to “feed back” the practice in the daily work of the institution and if they show that RESMULTI-UFC has contributed to the transformation of the culture centered on the valorization of medical knowledge. Although with the impossibility of going to the field, due to the pandemic of COVID 19, through the content analysis it was possible to apprehend significant elements to answer the hypotheses that RESMULTI-UFC, objectively, materializes as a significant field to reflect the reality and to strengthen the counter-hegemonic project, which seeks to transform health practices, but directly suffers the effects of the dismantling context of SUS and the precariousness of labor relations; the systematizations of Social Work in the context of RESMULTI-UFC brought significant subsidies to reflect the expressions of the social issue in the context of transplantation and have contributed to the constant “feedback” of the work in these units and, with regard to the empirical field of systematizations, it has to be said that the formation of multiprofessional teams in health and the insertion of Social Services in these has the potential to apprehend the “transplantation process” and not just the “procedure;” but for that, it is necessary to build actions aimed at breaking with the centralized hospital culture of medical knowledge.What was sought to demonstrate was the movement made by social workers around certain objects of research, through which they built reflections and contribution to professional work. These were allowed by the socio-occupational space of the HUWC transplant, mediated by the actions, purposes and conditions in which RESMULTI-UFC was established.
Palavras-chave: Residência Multiprofissional em Saúde
Serviço Social
Processos de Trabalho
Atenção em Transplante
Multiprofessional Residency in Health
Social service
Work Processes
Attention in Transplantation
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Ciências Sociais::Faculdade de Serviço Social
Programa: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Citação: GURJÃO, Fernanda Maia. Residência Multiprofissional em Transplante: a construção de um projeto de Serviço Social. 2021. 181 f. Dissertação (Mestrado em Trabalho e Política Social) - Faculdade de Serviço Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2021.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17091
Data de defesa: 4-Out-2021
Aparece nas coleções:Mestrado em Serviço Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Fernanda Maia Gurjão - 2021 - Completa.pdfDocumento principal1,14 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.