Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17215
Tipo do documento: Dissertação
Título: Angústia e clínica psicológica: aproximações e distanciamentos nas psicologias existenciais
Título(s) alternativo(s): Anguish and psychological clinic: approximations and distances in existential psychologies.
Autor: Vieira, Maitê Sartori 
Primeiro orientador: Feijoo, Ana Maria Lopez Calvo de
Primeiro membro da banca: Protasio, Myriam Moreira
Segundo membro da banca: Valentim, Renata Patrícia Forain de Valentim
Resumo: O presente estudo consiste em uma investigação do modo como a angústia, tal como desenvolvida por Haufniensis, pseudônimo do filósofo dinamarquês Sören Aaybe Kierkegaard (1813-1855), é compreendida nas perspectivas existenciais na Psicologia, a existencial-humanista e a fenomenológico-existencial, com o intuito de responder se o modo como essas se apropriam da noção de angústia repercute nas suas respectivas clínicas psicológicas. Para tanto, demoramo-nos, em uma revisão narrativa da literatura, no modo como Haufniensis desenvolve a concepção de angústia em sua obra O Conceito de Angústia (1844/2016), apresentando elementos que estão relacionados com esta concepção, como a noção de liberdade, possibilidade e instante. Posteriormente, apresentamos como Rollo May, psicólogo norte-americano fundador da Psicologia existencial-humanista, compreende o angustiar-se sob inspiração kierkegaardiana, em seu livro O Significado de Ansiedade (1980), esclarecendo elementos relacionados a esta inspiração, como os conceitos de angústia saudável e angústia neurótica. Em um terceiro momento, mostramos como a clínica psicológica, nas perspectivas fenomenológico-existencial e existencial-humanista, apropriam-se da angústia, apresentando fragmentos de situações clínicas para evidenciar, na própria experiência, como a lida com o angustiar-se mostra-se na relação clínica. Por fim, pretendemos elucidar quais as aproximações e os distanciamentos no modo de se compreender e de atuar diante do angustiar-se na clínica psicológica de ambas as perspectivas que se denominam existenciais.
Abstract: The present study consists of an investigation of how anguish, as developed by Haufniensis, pseudonym of the Danish philosopher Sören Aaybe Kierkegaard (1813-1855), is understood in the existential perspectives in Psychology, the existential-humanist and the existential-phenomenological, for answer if whether the way they appropriate the notion of anguish has repercussions in their respective psychological clinics. Therefore, we dedicate, in a narrative review of the literature, on the way in which Haufniensis develops the concept of anguish in his work The concept of anguish (1844/2016), presenting elements that are related to this conception, such as the notion of freedom, possibility and instant. Subsequently, we present how Rollo May, an American psychologist who founded existential-humanistic psychology, understands the anguish under Kierkegaardian inspiration, in his book The Meaning of Anxiety (1980), clarifying elements related to this inspiration, such as the concepts of anguish healthy and neurotic anguish. In a third moment, we show how the psychological clinic in the phenomenological-existential and existential-humanistic perspectives appropriates anguish, presenting fragments of clinical situations to show, in the experience itself, how dealing with anguish shows itself in the clinical relationship. Finally, we intend to elucidate which are the approaches and distances in the way of understanding and acting in the face of anguish, in the psychological clinic of both perspectives that are called existential.
Palavras-chave: Clínica psicológica
Psicologia existencial
Angústia
Kierkegaard
Psychological Clinic
Existential Psychology
Anguish
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::TRATAMENTO E PREVENCAO PSICOLOGICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Educação e Humanidades::Instituto de Psicologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citação: VIEIRA, Maitê Sartori. Angústia e clínica psicológica: aproximações e distanciamentos nas psicologias existenciais. 2021. 90 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Instituto de Psicologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2021.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17215
Data de defesa: 31-Mai-2021
Aparece nas coleções:Mestrado em Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Maitê Sartori Vieira - 2021 - Completa.pdf791,35 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons