Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17413
Tipo do documento: Tese
Título: Estigma sexual entre mulheres lésbicas, bissexuais e que não se identificam sexualmente (LB+): Estudos em psicometria, saúde e sociedade
Título(s) alternativo(s): Sexual stigma among lesbians, bisexual women and those who do not sexually identify themselves (LB+): studies in psychometry, health and society
Autor: Marques, Alexandre de Oliveira 
Primeiro orientador: Hernandez, José Augusto Evangelho
Primeiro membro da banca: Ferreira, Maria Cristina
Segundo membro da banca: Monteiro, Simone Souza
Terceiro membro da banca: Gomes, Margareth Cristina de Almeida
Quarto membro da banca: Natividade, Jean Carlos
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo sumariar subsídios para o correto diagnóstico de situações de estigma sexual e assim promover autonomia e controle para usuárias LB+ de serviços de saúde. Esta pesquisa adota um desenho sequencial de método misto para coletar e interpretar dados. Utiliza um modelo de pesquisa correlacional, transversal, descritivo e exploratório. A fim de cumprir os objetivos e responder ao problema, foi necessário planejar cinco estudos diferentes e complementares. Um questionário foi aplicado a uma amostra de 317 mulheres auto identificadas lésbicas, bissexuais ou que fazem sexo com outras mulheres, de diferentes etnias e condições sociais, com 18 anos de idade ou mais. O primeiro estudo foi uma pesquisa bibliométrica descritiva em bancos de dados que orientou as decisões metodológicas da pesquisa. Os estudos 2, 3 e 4 são estudos de validade do instrumento utilizado. No último estudo, foram entrevistadas três participantes com pontuação elevada em três dimensões do estigma sexual, a fim de explorar dados qualitativos de associações entre o enfrentamento do estigma e o desenvolvimento da orientação sexual. Os resultados permitem dizer que o conceito de estigma tem sido retratado em estudos brasileiros por uma abordagem restritiva, atributiva e unidimensional. Os resultados da análise fatorial confirmaram uma estrutura de três fatores do instrumento, porém alguns aspectos resultam diferentes dos previstos pela literatura. Embora o Estigma Sentido e o Estigma Internalizado possam ser considerados mais próximos um do outro do que do Estigma Existente, este se revela em uma comunicação direta com o Estigma Internalizado. As regressões entre as três dimensões do estigma e os indicadores de depressão, ansiedade e estresse são consistentes com a previsão teórica. A análise das entrevistas, entretanto, mostra que a forma como cada pessoa representa sua experiência de orientação sexual, especialmente pós revelação, modifica as características das dimensões, suas estratégias de enfrentamento e os afetos produzidos. Pesquisadores e profissionais de saúde são encorajados a considerar a inclusão de modelos multidimensionais de estigma em suas pesquisas, de modo a entender a discriminação e seus efeitos a partir de uma perspectiva mais ampla e social do que psicológica e individual.
Abstract: This survey aims to sum up subsides for the correct diagnosis of situations of sexual stigma, and thus promote autonomy and control of health services to LB+ users. Also, this survey adopts a sequence drawing of mixed method in order to collect and interpret data. It uses a model of correlational, cross-sectional, descriptive, and exploratory research. In order to fulfill the objectives and to answer the issue, it was necessary to plan five different and complementary studies. A questionnaire was applied to a sample of 317 women who had been self-identified as lesbians, bisexual or the ones that make sex with other women, of different ethnicities and social conditions, aged 18 or older. The first study was a descriptive bibliometric research in databases, which guided the methodological decisions of the research. Studies 2, 3 and 4 are validity studies of the used instrument. In the last study, there were interviewed three participants with high scores in three dimensions of sexual stigma, in order to exploit qualitative data of associations between the coping of the stigma and the development of the sexual orientation. The results allow to say that the concept of stigma has been pictured in Brazilian studies through a restrictive, attributive and unidimensional approach. The results of the factor analysis confirmed a structure of three factors of the instrument, but some aspects have different results from the ones previewed in literature. Although the Felt Stigma and the Internalized Stigma can be considered closer to each other than the Enacted Stigma, this last one is disclosed in a direct communication with the Internalized Stigma. The regressions between the three dimensions of stigma and the indicators of depression, anxiety and stress, are consistent with the theoretical prediction. The analysis of the interviews, nevertheless, show that the way each person represents his/her experience of sexual orientation, especially after a disclosure, changes the characteristics of the dimensions, its strategies for coping and the produced affections. Researchers and health professionals are encouraged to take into consideration the inclusion of multidimensional models of stigma in their researches, in order to understand the discrimination and its effects through a perspective which is broader and more social than psychological and individual.
Palavras-chave: Psicologia social
Estigma (Psicologia social)
Mulheres
Minorias Sexuais e de Gênero
Estigma sexual
Mulheres LB+
Indicadores de saúde
Avaliação psicométrica
Enfrentamento
Sexual stigma
LB+ women
Health indicators
Psychometric assessments
Coping
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Educação e Humanidades::Instituto de Psicologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citação: MARQUES, Alexandre de Oliveira. Estigma sexual entre mulheres lésbicas, bissexuais e que não se identificam sexualmente (LB+): estudos em psicometria, saúde e sociedade. 2020. 183 f. Tese (Doutorado em Psicologia Social) – Instituto de Psicologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17413
Data de defesa: 27-Mar-2020
Aparece nas coleções:Doutorado em Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Alexandre de Oliveira Marques - 2020 - Completa.pdf2,35 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons