Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17519
Tipo do documento: Tese
Título: Sem temer: Demandas de gênero e sexualidade e deslocamentos na tradição do movimento estudantil do Colégio Pedro II
Título(s) alternativo(s): Sem temer: demands of genre and sexuality and shifts in the tradition of the student movement of Colégio Pedro II
Autor: Peçanha, Valéria Lopes 
Primeiro orientador: Leite, Miriam Soares
Primeiro membro da banca: Sepúlveda, Denize de Aguiar
Segundo membro da banca: Gomes, Lisandra Ogg
Terceiro membro da banca: Lima, Maria Jacqueline Girão Soares de
Quarto membro da banca: Carrano, Paulo César
Resumo: A tradição de participação política do movimento estudantil do Colégio Pedro II tem sido marcada recentemente por expressões feministas e LGBT que constituem mudanças significativas relacionadas à construção de demandas de gênero e sexualidade, à problematização de situações de opressão no espaço-tempo escolar e à criação de novas formas de organização política – como os coletivos e frentes –, indicando um processo de inscrição da diferença com deslocamentos importantes deste sujeito coletivo. Esse processo acompanha um movimento mais amplo de democratização do acesso na instituição pela política de cotas e de mudanças institucionais importantes, como o fim da binaridade de gênero do uniforme e o fim do jubilamento, além de compor o quadro político de intensas disputas democráticas a nível nacional que marcam o período. A pesquisa teve como base da pesquisa documental a imprensa estudantil produzida pelo movimento estudantil do Colégio Pedro II (MECPII), a partir dos anos de 1980, e também as redes sociais, que constituem os principais modos de comunicação deste sujeito coletivo na última década, além de entrevistas coletivas realizadas no ano de 2019 nos campi Niterói, São Cristóvão III e III. A partir destes corpora empíricos, foram abordados os processos de identificação estudantil na instituição, investigando quatro aspectos interrelacionados: 1) a tradição de participação política estudantil no CPII; 2) as relações de poder na escola; 3) as identificações estudantis na instituição; e 4) as diferenças de gênero e sexualidade no espaço-tempo escolar. Problematizando os sentidos da tradição no discurso institucional, a trajetória de permanência do MECPII nos possibilita abordar a tradição como herança que, assumida pelos sujeitos no tempo presente, contribui para a produção da participação política estudantil e constitui a processualidade deste sujeito coletivo.
Abstract: The tradition of political participation of the student movement of Colégio Pedro II has recently been marked by feminist and LGBT expressions which constitute significant changes related to the construction of gender and sexuality demands, to the problematization of situations of oppression in the school environment and to the creation of new forms of political organization – such as collectives and fronts – indicating a process of inscribing difference with important shifts of the collective subject. This process follows a broader movement in favor of democratic access to the institution through the policy of quotas and important institutional changes, such as the end of gender binarity in uniforms and the end of jubilamento (compulsory expelling of students who have failed more than two consecutive school years). Moreover, this process is part of a political conjuncture of intense democratic disputes that characterizes the period in a national level. The documentary research draws on the written student press produced by MECPII since the 1980s. The data generation is also carried out through social media that have become the primary means of communication of the collective subject in the last decade as well as through group interviews held in 2019 at Niterói, São Cristóvão II and São Cristóvão III campi. We approach the processes of student identification in the institution by investigating four interrelated aspects: 1) the tradition of student political participation at CPII; 2) the power relations in the school environment; 3) the student identifications in the institution and 4) the difference in school space-time. Problematizing the meanings of tradition assumed in the institutional discourse, the trajectory of the MECPII’s permanence allows us to approach tradition as a heritage that, assumed by the subjects in the present time, contributes to the construction of student political participation and constitutes the processing of this collective subject.
Palavras-chave: Educação
Jovens
Colégio Pedro II
Juventude
Participação política
Gênero e sexualidade
Youth
Education
Political participation
Genre and sexuality
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Educação e Humanidades::Faculdade de Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citação: PEÇANHA, Valéria Lopes. Sem temer: Demandas de gênero e sexualidade e deslocamentos na tradição do movimento estudantil do Colégio Pedro II. 2021. 296 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2021.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17519
Data de defesa: 29-Jul-2021
Aparece nas coleções:Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Valéria Lopes Peçanha - 2021 - Completa.pdf2,33 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons