Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17575
Tipo do documento: Tese
Título: Relação entre empatia e altruísmo em mães e filhos no final da infância
Título(s) alternativo(s): Relationship between empathy and altruism in mothers and children in late childhood
Autor: Moura, Hysla Magalhães de 
Primeiro orientador: Mendes, Deise Maria Leal Fernandes
Primeiro membro da banca: Quiterio, Patrícia Lorena
Segundo membro da banca: Pessôa, Luciana Fontes
Terceiro membro da banca: Ramos, Dandara de Oliveira
Quarto membro da banca: Vieira, Mauro Luís
Resumo: A necessidade de criar laços intragrupais e agir visando o benefício de terceiros parece estar presente desde o início da história de nossa espécie e em diferentes sociedades. Compreender os comportamentos pró-sociais e as emoções relativas a eles é fundamental para entender a natureza humana, suas limitações e suas habilidades. Neste sentido, a presente tese buscou investigar acerca da empatia e do altruísmo uma vez que estes fenômenos permitem entender as necessidades físicas e emocionais de outras pessoas, assim como partir em auxílio de outrem. No que tange especificamente ao altruísmo, refere-se a um comportamento em prol de outrem que implica custo para o benfeitor, seja no que tange a tempo, dinheiro ou mesmo disposição. Já quanto à empatia, assume-se que a mesma estaria compreendida em dois processos que se traduzem na implicação emocional e no potencial de compreender as emoções de terceiros. Vale ressaltar, ainda, a importância de se estudar a parentalidade uma vez que esta tem se mostrado fundamental para o entendimento das manifestações iniciais dos comportamentos pró-sociais de crianças. Assim, essa tese teve como objetivo verificar a relação entre a empatia e o altruísmo em mães e filhos, para crianças no final da infância. Participaram do estudo 40 crianças de ambos os sexos, com idade entre oito e 12 anos, e suas mães. Quanto aos instrumentos e as tarefas, aplicou-se nas mães a Escala Multidimensional de Reatividade Interpessoal-versão reduzida, a Escala de Altruísmo Autoinformado, a Escala de Desejabilidade Social de Marlowe-Crowe e um questionário sociodemográfico. Já com as crianças, realizou-se tarefas de empatia e de altruísmo, e aplicou-se a Escala de Desejabilidade Social Infantil. As análises de dados foram realizadas a partir do pacote estatístico SPSS, versão 22.0. De modo geral, os resultados indicaram que a empatia e o altruísmo expresso por mães e filhos não apresentam relações estatisticamente significativas. Contudo, verificou-se que os níveis de altruísmo e de comportamento de doação dos filhos se mostraram positiva e significativamente associados. No que se refere ao primeiro achado mencionado, supõe-se que isto se deveu a fatores como a possíveis problemáticas de sensibilidade das medidas empregadas (escalas e tarefas de empatia e altruísmo), a quantidade reduzida de participantes e a quantidade e a qualidade de vivências empáticas e altruístas anteriores. Já quanto à associação verificada entre os níveis de altruísmo e comportamentos de doação dos filhos, entende-se que isto pode se dever ao entendimento gradativo que as crianças vão adquirindo quanto aos ganhos de agir altruisticamente. Acredita-se que conhecer as implicações da parentalidade sobre os comportamentos pró-sociais possa contribuir com as definições de pesquisas futuras e para a elaboração de programas de desenvolvimento destes comportamentos pró-sociais, voltados especificamente para pais e filhos.
Abstract: The need to create intragroup ties and act for the benefit of others seems to be present since the beginning of the history of our species and in different societies. Understanding prosocial behaviors and the emotions related to them is believed to be fundamental to understanding human nature, its limitations and its abilities. In this sense, the present thesis sought to investigate empathy and altruism since these phenomena allow us to understand the physical and emotional needs of other people, as well as to help others. With regard specifically to altruism, it refers to behavior for the benefit of others that implies cost to the benefactor, whether in terms of time, money or even disposition. As for empathy, it is assumed that it would be understood in two processes that translate into the emotional implication and the potential to understand the emotions of others,. It is also worth mentioning the importance of studying parenting since it has been shown to be fundamental for understanding the initial manifestations of children's pro-social behaviors. Thus, this thesis aimed to verify the relationship between empathy and altruism in mothers and children, for children in late childhood. Forty children of both sexes, aged between eight and 12 years old, and their mothers participated in the study. As for instruments and tasks, the Multidimensional Scale of Interpersonal Reactivity - reduced version was applied to the mothers, the Self-informed Altruism Scale, the Marlowe-Crowe Social Desirability Scale and a sociodemographic questionnaire. With children, tasks of empathy and altruism were performed, and the Child Social Desirability Scale was applied. Data analysis was performed using the SPSS statistical package, version 22.0. In general, the results indicated that empathy and altruism expressed by mothers and children did not show statistically significant relationships. However, it was found that the levels of altruism and donation behavior of the children were positively and significantly associated. With regard to the first finding mentioned, it is assumed that this was due to factors such as possible sensitivity issues of the measures employed (scales and tasks of empathy and altruism), the reduced number of participants and the quantity and quality of experiences previous empathetic and altruistic ones. As for the association found between the levels of altruism and donation behaviors of children, it is understood that this may be due to the gradual understanding that children are acquiring as to the gains from acting altruistically. It is believed that knowing the implications of parenting on prosocial behaviors can contribute to the definitions of future research and to the development of programs to develop these prosocial behaviors, specifically aimed at parents and children.
Palavras-chave: Psicologia Social
Empatia
Altruísmo
Parentalidade
Empathy
Altruism
Parenting
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Educação e Humanidades::Instituto de Psicologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citação: MOURA, Hysla Magalhães de. Relação entre empatia e altruísmo em mães e filhos no final da infância. 2021. 137 f. Tese (Doutorado em Psicologia Social) - Instituto de Psicologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2021.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/17575
Data de defesa: 20-Abr-2021
Aparece nas coleções:Doutorado em Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Hysla Magalhães Moura - 2021 - Completa.pdf1,2 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons