Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/18493
Tipo do documento: Tese
Título: Rádio endereçado a jovens: reestruturação do mercado carioca e contradições na disputa pela audiência do futuro
Título(s) alternativo(s): Radio aimed at young people: Restructuring Rio de Janeiro market and contradictions in the dispute for the audience of the future
Autor: Fontes, Helen Pinto de Britto 
Primeiro orientador: Kischinhevsky, Marcelo
Primeiro membro da banca: Moreira, Sonia Virgínia
Segundo membro da banca: Lopez, Debora Cristina
Terceiro membro da banca: Ferraretto, Luiz Artur
Quarto membro da banca: Baumworcel, Ana
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo principal investigar as estratégias radiofônicas de emissoras identificadas com o segmento jovem no mercado do Rio de Janeiro para construir relações e estabelecer vínculos com seu público de modo a identificar se práticas e dinâmicas são alteradas em um processo de “desjuvenilização” do rádio. O trabalho empírico baseia-se em pesquisa bibliográfica que atende a dois intuitos: abordar discussões a respeito da categorização “jovem” sob uma perspectiva de complexidade; e contextualizar o momento de transformações em que o rádio está inserido, em breve recuperação de seu percurso histórico com ênfase na segmentação voltada para o público juvenil. O cenário midiático de múltiplas ofertas, no qual a atenção dos jovens é disputada acirradamente, instiga a uma maior compreensão sobre o atual rádio, que transborda do sinal hertziano para outras plataformas, suas realizações e operações para atrair e se comunicar com os jovens em face de sua pluralidade. Para realizar a investigação, verifica-se a produção do ambiente comunicacional das emissoras apoiado atualmente nas redes sociais e nos sites institucionais, além da emissão sonora. Como foco concentra-se nas duas emissoras que se autoproclamam como endereçadas aos jovens no Rio de Janeiro: Radio Mix Rio FM e Rádio Mood FM. O trabalho parte de pesquisa exploratória, num primeiro momento, com a escuta das emissoras em sinal hertziano e análise de suas páginas no Facebook, Instagram, Twitter, canais no YouTube e sites. Num segundo momento realiza-se uma análise de conteúdo mais recortada dos ambientes comunicacionais sonoro e on line, para observação das propostas de interação e de identidade das emissoras como indicadores de construção de vínculos com os ouvintes. Na sequência, uma análise de fragmentos textuais consolida a etapa analítica. Entre outros resultados, constata-se que há contradições na classificação das emissoras enquanto jovens por apresentarem elementos mais generalistas. Também é possível identificar uma disputa em relação à definição de rádio jovem e à constituição desse endereçamento (público jovem). A “desjuvenilização” é constatável na medida em que inexistem referências constantes e contínuas nas produções radiofônicas que possibilitem uma identificação geracional que seja vinculadora. E, para além da ausência de complexificação da audiência, o fazer radiofônico acaba por amparar-se num conceito abrangente de juventude relacionado ao “estado de espírito” e ao modo de viver, o que torna ambíguas as práticas das emissoras.
Abstract: This research has as main objective to investigate the radio strategies of stations identified with the youth segment in Rio de Janeiro market to build relationships and establish links with their audience in order to identify if their practices and dynamics are changed in a process of ‘de-juvenilization’ of radio. The empirical work is based on bibliographic research that serves two purposes: to approach discussions about the categorization of 'young people' from a perspective of complexity; and to contextualize the moment of transformation in which radio is inserted, in a brief recovery of its historical trajectory with emphasis on segmentation aimed at the youth audience. The media scenario of multiple offers in which the attention of young people is fiercely disputed instigates a greater understanding of the current radio, which overflows from the hertzian signal to other platforms, has done and how it has operated to attract and communicate with young people in face of its plurality. To carry out the investigation, the production of the communication environment of the stations currently supported by social networks and institutional sites, in addition to the sound emission, is verified. This study focuses on the two stations that self-proclaim as addressed to young people in Rio de Janeiro: Radio Mix Rio FM and Rádio Mood FM. It started with exploratory research, at first, by listening to broadcasters in hertzian signal and analyzing their pages on Facebook, Instagram, Twitter, YouTube channels and websites. In a second moment, a more detailed content analysis of the sound and online communication environments is carried out, to observe the proposals for interaction and identity of the broadcasters as indicators of building bonds with listeners. Subsequently, an analysis of textual fragments consolidates the analytical stage. Among other results, it appears that there are contradictions in the classification of broadcasters as young people because they present more general elements. It is also possible to identify a dispute regarding the definition of youth radio and the constitution of this address (youth audience). The 'de-juvenilization' is noticeable to the extent that there are no constant and continuous references in radio productions that allow a generational identification that is binding. And, in addition to the lack of complexification of the audience, the radio broadcasting ends up being supported by a comprehensive concept of youth related to the 'state of mind' and the way of living, which makes the broadcasters' practices ambiguous.
Palavras-chave: Comunicação
Rádio
Jovem
Rádio expandido
Rádio musical
Público jovem
Vínculo
Endereçamento
Expanded radio
Music radio
Young people
Bond
Addressing
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Educação e Humanidades::Faculdade de Comunicação Social
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação
Citação: FONTES, Helen Pinto de Britto. Rádio endereçado a jovens: reestruturação do mercado carioca e contradições na disputa pela audiência do futuro. 2022. 260 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Faculdade de Comunicação Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2022.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/18493
Data de defesa: 12-Mai-2022
Aparece nas coleções:Doutorado em Comunicação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Helen Pinto de Britto Fontes - 2022 - Completa.pdf3,38 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons