Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/18556
Tipo do documento: Tese
Título: Valores pessoais na política brasileira: diferenças partidárias e comportamento político nas câmaras municipais de Minas Gerais
Título(s) alternativo(s): Personal values in Brazilian politics: party differences and political behavior in municipal legislative houses in Minas Gerais
Autor: Diniz, Vinícius Werneck Barbosa 
Primeiro orientador: Stein, Elizabeth Ann
Primeiro coorientador: Santos, Fabiano Guilherme Mendes
Primeiro membro da banca: Ceneviva, Ricardo
Segundo membro da banca: Torres, Claudio Vaz
Terceiro membro da banca: Leal, Paulo Roberto Figueira
Resumo: Em um país com 5.570 municípios, chega a surpreender que raros sejam os esforços para pesquisar os quase 60 mil vereadores brasileiros. Essa tese investiga a Teoria dos Valores Refinada de Schwartz (2012), a qual define valores como metas transituacionais, variando em importância, que servem como princípios norteadores para uma pessoa ou grupo. A teoria descreve e ordena 19 desses valores, medidos a partir de uma escala de 57 itens e verificada em termos de equivalência cultural e confiabilidade, através de Análises Fatoriais Confirmatórias e MDS. Embora haja evidências de que valores correlacionam com orientação política dos eleitores (CAPRARA; VECHIONE et. al, 2006) e com comportamento do eleitor (CAPRARA, 2006; 2007), busca-se entender se valores pessoais também têm um papel significativo no comportamento dos políticos acerca de dois diferentes resultados: apoio declarado ao prefeito no mandato e pertencimento partidário. Também nas hipóteses está o argumento de que a prioridade dada a certos valores se diferencia entre os partidos de esquerda e direita e que esta distinção não é arbitrária, sendo inclusive estatisticamente significativa. Responderam ao questionário 201 vereadores eleitos de Minas Gerais (estado com 21 milhões de habitantes, 853 municípios e 8.435 vereadores e vereadoras eleitos/as em 2012), de 79 cidades diferentes. O questionário incluiu o Portrait Values Questionnaire (57 itens) e questões sobre relacionamento com o prefeito, pertencimento religioso, governo militar, entre outras. Concluiu-se que valores são um componente importante para entender política local, com resultados interessantes sendo atingidos pela pesquisa. Entretanto, é necessário testar novamente algumas das hipóteses com uma amostra maior, visto que quatro delas não alcançaram poder estatístico acima do parâmetro mínimo. Acerca das hipóteses com poder estatístico suficiente, argumentou-se, por exemplo, que políticos que priorizassem autodireção (pensamento) e estimulação demonstrariam menos apoio ao poder executivo local, controlando por pertencimento partidário e participação ou não no partido do prefeito. Em geral, resultados mostraram que de 14 a 25,8% da variância no apoio declarado ao prefeito puderam ser explicadas pelo modelo desenvolvido. Também se argumentou que uma prioridade alta para valores de Conservação (conformidade-interpessoal, conformidade-regras, tradição, segurança-pessoal, segurança-social) levarão a uma menor probabilidade de pertencimento a partidos de esquerda – e, por derivação, a maior probabilidade de pertencimento a partidos de direita. Implicações para a política local também foram discutidas.
Abstract: In a country with 5,570 municipalities, it is surprising that rare are the efforts to investigate the almost 60,000 local politicians from the municipal legislative houses. This thesis investigated the Refined Theory of Basic Individual Values by Schwartz (2012), which defines values as trans-situational goals, varying in importance, that serve as guiding principles for a person or a group. The theory describes and orders 19 of these values, assessed with a 57-items scale and checked for cultural equivalence and reliability using CFA and MDS analyses. Although there is evidence that values correlate to political orientation of voters (CAPRARA; VECHIONE et. al, 2006) and to voting behavior (CAPRARA, 2006; 2007), we aimed understanding if personal values also play a significant role in politicians’ behavior regarding two different outcomes: declared support to the mayor in office, and to party affiliations. It’s also hypothesized that differences in certain values between parties is not arbitrary, and since it follows a theoretical path it can also be statistically discerned. Responded to the survey 201 elected politicians from the state of Minas Gerais (21 million inhabitants, 853 municipalities and 8,435 city councilmen and councilwomen per last election in 2012), Brazil, from 79 different municipalities. The survey included the Portrait Values Questionnaire (57 items) and questions about relationship with the mayor, religion affiliation, military government, and others. We concluded values are a rich framework to understand local politics, with interesting results being achieved by this research alone. Yet, it is necessary to retest some of the hypotheses with a greater sample, since four of the 10 did not achieve the minimum parameter for statistical power. Regarding the six hypotheses with enough statistical power, we argued, for example, that politicians that prioritize Self-direction of Thought, and Stimulation will show less support for the local executive, controlling for party affiliation and belongingness to the mayor’s party. In general, results have shown that from 14% to 25,8% of the variance in the declared support for the mayor can be explained by the models developed. It is also argued that high priority towards Conservation values (i.e., Conformity-Interpersonal, Conformity-Rules, Tradition, Security-Personal, Security-Social) will lead to a lower probability of membership on left-wing parties - and, conversely, higher on right-wing parties. Implications for local politics are discussed.
Palavras-chave: Valores básicos
Política local
Vereadores
Comportamento político
Brasil
Personal values
Local politics
Political behavior
Brazil
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICA::COMPORTAMENTO POLITICO::COMPORTAMENTO LEGISLATIVO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Ciências Sociais::Instituto de Estudos Sociais e Políticos
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência Política
Citação: DINIZ, Vinícius Werneck Barbosa. Valores pessoais na política brasileira: diferenças partidárias e comportamento político nas câmaras municipais de Minas Gerais. 2017. 160 f. Tese (Doutorado em Ciência Política) – Instituto de Estudos Sociais e Políticos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/18556
Data de defesa: 27-Mar-2017
Aparece nas coleções:Doutorado em Ciência Política

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Vinicius Werneck Barbosa Diniz - 2017 - Completa.pdf8,19 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.