Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/18822
Tipo do documento: Dissertação
Título: Dinâmica populacional da ostra nativa Crassostrea rhizophorae (Guilding 1828), e da ostra invasora Saccostrea cuccullata (Born 1778), em costões rochosos da Baía de Guanabara
Título(s) alternativo(s): Population dynamics of the native oyster Crassostrea rhizophorae (Guilding 1828), and of the invasive oyster Saccostrea cuccullata (Born 1778), on rocky shores of Guanabara Bay
Autor: Augusto, Aline Nogueira 
Primeiro orientador: Lavrado, Helena Passeri
Primeiro coorientador: Junqueira, Andrea de Oliveira Ribeiro
Primeiro membro da banca: Skinner, Luis Felipe
Segundo membro da banca: Oliveira, Vinicius Peruzzi de
Resumo: Ecossistemas marinhos, como os costões rochosos, estão sujeitos a diversos impactos causados pela atividade antrópica, como a introdução de espécies. Ostras são moluscos bivalves com ampla distribuição geográfica, de grande valor econômico e que desempenham papéis importantes no ecossistema, podendo alterar o habitat de forma positiva ou negativa. Assim, mudanças nos parâmetros populacionais, como crescimento, mortalidade e recrutamento necessitam de estudos de longa duração para serem compreendidas. Este trabalho faz parte do Projeto Ecológico de Longa Duração, realizado na Baía de Guanabara e teve como objetivo principal comparar a dinâmica populacional da ostra nativa Crassostrea rhizophorae com a da ostra invasora Saccostrea cucullata em costões rochosos da Praia de Boa Viagem, Niterói, Rio de Janeiro. Para avaliar a densidade das duas espécies, a porcentagem de mortalidade e recrutamento, foram realizadas amostragens fotográficas sazonais de julho de 2011 a março de 2020 sobre a faixa média da zona entremarés, onde cinco quadrados aleatórios foram selecionados. Essas fotos foram analisadas em laboratório, onde os indivíduos foram identificados e contados. O crescimento das espécies foi avaliado através de amostragens fotográficas quinzenais realizadas entre agosto de 2015 e junho de 2017 em quadrados aleatórios onde todos os indivíduos foram identificados e medidos e em julho de 2016 onde 3 quadrados permanentes foram raspados e 30 indivíduos aleatórios foram acompanhados durante um ano. As medidas aferidas foram altura e comprimento. As curvas de crescimento foram estimadas para ambas as espécies baseadas no modelo de von Bertalanffy e a longevidade pela sua fórmula inversa. Uma análise de seleção de modelos foi realizada a fim de se verificar a relação das abundâncias e da porcentagem de mortalidade e recrutamento com os fatores ambientais. A abundância da ostra invasora aumentou em relação a abundância da ostra nativa, principalmente nos últimos dois anos do período amostral. Foram observadas através da análise de variância hierárquica diferenças significativas interanuais para todos os parâmetros e intraanuais para a densidade de C. rhizophorae e para a porcentagem de recrutamento. A porcentagem de mortalidade apresentou uma alternância com relação a quantidade de Ostreidae vivos e a porcentagem de recrutamento superou os 50% durante os últimos dois anos de amostragem. As principais variáveis abióticas que influenciaram os parâmetros populacionais foram a temperatura da água e do ar. A sobreposição de nicho observada ocorreu ao acaso e com ausência de competição, sendo resultado da influência das variáveis ambientais sobre as espécies. As curvas de crescimento finais e a longevidade (anos) para a altura e comprimento no método de progressão modal de C. rhizophorae e de S. cucullata foram respectivamente: L = 65,91 (1-e-0,003t) e 4,57; L = 61,17 (1-e-0,002t) e 6,83; L = 71,25 (1-e-0,002t) e 5,68; L = 63,30 (1-e-0,003t) e 4,99. E para o método de crescimento individual foram respectivamente: L = 65,91 (1-e-0,003t) e 4,51; L = 61,17 (1-e-0,003t) e 3,71; L = 66,25 (1-e-0,002t) e 5,49; L = 63,30 (1-e-0,002t) e 6,31. Os parâmetros de crescimento (k, t0 e longevidade) foram comparados entre as medidas, entre as metodologias e entre as espécies e apresentaram diferenças significativas em alguns casos. Portanto, as informações geradas pelo presente estudo são importantes para compreender melhor a dinâmica populacional e a interação dessas espécies. Somente com o monitoramento contínuo e de longo prazo é que alterações nas interações dessas espécies poderão ser compreendidas, sendo essas extremamente importantes para o manejo da bioinvasão.
Abstract: Marine ecosystems, such as rocky shores, are subject to several impacts caused by human activity, such as the introduction of species. Oysters are bivalve molluscs with wide geographic distribution, of great economic value and that play important roles in the ecosystem, being able to change the habitat in a positive or negative way. Thus, changes in population parameters such as growth, mortality and recruitment require long-term studies to be understood. This work is part of the Long-Term Ecological Project, carried out in Guanabara Bay, and its main objective was to compare the population dynamics of the native oyster Crassostrea rhizophorae with that of the invasive oyster Saccostrea cucullata on rocky shores of Boa Viagem Beach, Niterói, Rio de Janeiro. To assess the density of the two species, the percentage of mortality and recruitment, seasonal photographic samplings were carried out from July 2011 to March 2020 over the middle range of the intertidal zone, where five random squares were selected. These photos were analyzed in the laboratory, where individuals were identified and counted. The growth of species was assessed through biweekly photographic sampling carried out between August 2015 and June 2017 in random squares where all individuals were identified and measured and in July 2016 where 3 permanent squares were scraped and 30 random individuals were followed for one year. The measures taken were height and length. Growth curves were estimated for both species based on the von Bertalanffy model and longevity using its inverse formula. A model selection analysis was performed in order to verify the relationship between abundances and mortality and recruitment percentages with environmental factors. The abundance of the invasive oyster increased in relation to the abundance of the native oyster, mainly in the last two years of the sampling period. Through hierarchical analysis of variance, significant inter-annual differences were observed for all parameters and intra-annual differences for C. rhizophorae density and percentage of recruitment. The percentage of mortality showed an alternation in relation to the amount of Ostreidae alive and the percentage of recruitment exceeded 50% during the last two years of sampling. The main abiotic variables that influenced the population parameters were water and air temperature. The observed niche overlap occurred by chance and without competition, resulting from the influence of environmental variables on the species. The final growth curves and longevity (years) for height and length in the C. rhizophorae and S. cucullata modal progression method were respectively: L = 65.91 (1-e-0.003t) and 4.57; L = 61.17 (1-e-0.002t) and 6.83; L = 71.25 (1-e-0.002t) and 5.68; L = 63.30 (1-e-0.003t) and 4.99. And for the individual growth method they were respectively: L = 65.91 (1-e-0.003t) and 4.51; L = 61.17 (1-e-0.003t) and 3.71; L = 66.25 (1-e-0.002t) and 5.49; L = 63.30 (1-e-0.002t) and 6.31. The growth parameters (k, t0 and longevity) were compared between measurements, between methodologies and between species and showed significant differences in some cases. Therefore, the information generated by the present study is important to better understand the population dynamics and the interaction of these species. Only with continuous and long-term monitoring can changes in the interactions of these species be understood, which are extremely important for the management of bioinvasion.
Palavras-chave: Costão rochoso
Ostreidae
Variação temporal
Bioinvasão
Crescimento
Rocky shore
Ostreidae
Temporal variation
Bioinvasion
Growth
Área(s) do CNPq: CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA::OCEANOGRAFIA BIOLOGICA::INTERACAO ENTRE OS ORGANISMOS MARINHOS E OS PARAMETROS AMBIENTAIS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Tecnologia e Ciências::Faculdade de Oceanografia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Oceanografia
Citação: AUGUSTO, Aline Nogueira. Dinâmica populacional da ostra nativa Crassostrea rhizophorae (Guilding 1828), e da ostra invasora Saccostrea cucullata (Born 1778), em costões rochosos da Baía de Guanabara. 2022. 106 p. Dissertação (Mestrado em Oceanografia). Faculdade de Oceanografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2022.
Tipo de acesso: Acesso Embargado
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/18822
Data de defesa: 13-Out-2022
Aparece nas coleções:Mestrado em Oceanografia



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.