Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/19685
Tipo do documento: Dissertação
Título: Uma abordagem psicanalítica das questões da sexualidade na atual clínica com adolescentes
Título(s) alternativo(s): A psychoanalytic approach to the issues of sexuality in the current clinic with adolescentes
Autor: Silva, Heloene Ferreira da 
Primeiro orientador: Alberti, Sonia
Primeiro membro da banca: Darriba, Vinícius Anciães
Segundo membro da banca: Ribeiro, Maria Anita Carneiro
Resumo: A presente dissertação foi motivada pela prática enquanto residente de Psicologia no Hospital Universitário Pedro Ernesto. Interroga a teoria a partir da clínica, dos dados que dela se pode obter, ou seja, do que a fala de cada sujeito pode trazer de novo para a teoria sobre a sexualidade na adolescência. Os casos foram estudados conforme a metodologia psicanalítica, ou seja, a partir da transferência. Com as falas dos sujeitos que foram atendidos, verifica em que a teoria que vige na atualidade está conforme a esta mesma atualidade e em que a teoria necessita de modificações e acréscimos trazidos a partir daquilo que os sujeitos disseram. Parte da fundamentação teórica de que a sexualidade é infantil e se constitui na relação com o Outro, retoma Freud e verifica que desde os seus Três Ensaios ele propusera ampliar duplamente o conceito de sexualidade vigente na época, ou seja, afastá-la de sua ligação estreita com os genitais e incluir todos os impulsos englobados pelo polivalente termo amor. Partindo da formulação freudiana de um início bifásico da sexualidade, na infância e na puberdade, investiga quais seriam as diferenças entre elas. Constata que, do ponto de vista da medicina, a puberdade corresponde à fase final da diferenciação sexual do indivíduo, induzida pela produção de hormônios sexuais que levam a transformações no seu corpo, sendo este um processo absolutamente necessário do ponto de visto biológico para a aquisição da fertilidade e consolidação do crescimento. Contrapõe então, a partir da psicanálise, a adolescência como a presentificação do ser-para-o-sexo, subversão freudiana da filosofia, que pressupõe o encontro com o real da castração, com as questões sobre a assunção de um posicionamento na partilha dos sexos. A partir daí, verifica as implicações clínicas de dois diagnósticos retirados do discurso médico, os distúrbios da diferenciação do sexo (intersexualidade) e a disforia de gênero (transexualidade). Retoma em Freud a conceituação de masculino e feminino e ratifica que para ele não são somente uma referência para o desenvolvimento do menino e da menina, se referem ao modo como cada sujeito lida com o reconhecimento da diferença. A anatomia é dada, o que não é dado é o modo como cada sujeito vê sua anatomia. Em consequência: a bipolaridade sexual é psíquica e não anatomo-fisiológica e o sujeito se situará num dos lados das fórmulas da sexuação, propostas por Lacan, e não necessariamente sempre do mesmo lado.
Abstract: This dissertation was motivated by the practice as a psychology resident at the Universitary Hospital Pedro Ernesto. This work questions the theory from the clinic, from the data that can be obtained from it, in other words, from what the speech of each subject can bring back to the theory about sexuality in adolescence. The cases were studied according to the psychoanalytic methodology i.e. from the transference. From the speeches of the subjects, it verifies that the current theory is in accordance nowadays and in what the theory needs modifications and additions brought from what the subjects said. Part of the theoretical substantiation that sexuality is childish and constituted in the relationship with the Other, Freud takes up again and verifies that since the Three Essays he proposed to extend doubly the concept of sexuality in force at the time, that is, to remove it from its connection close to the genitals and include all the impulses encompassed by the multipurpose term love. Starting from the Freudian formulation of a biphasic beginning of sexuality in childhood and puberty, he investigates the differences between them. He notes that, from the point of view of medicine, puberty corresponds to the final phase of the sexual differentiation of the subject, induced by the production of sex hormones that lead to transformations in his body, which is an absolutely necessary process from the biological point of view for acquisition of fertility and consolidation of growth. It contrasts, from psychoanalysis, with adolescence as the presentiment of being-for-sex, Freud's subversion of philosophy, which presupposes the encounter with the real of castration, with questions about the assumption of a position in the sharing of the sexes . From this point, he verifies the clinical implications of two diagnoses taken from medical discourse, disorders of sexual differentiation (intersexuality) and gender dysphoria (transsexuality). This study resumes the conceptualization of masculine and feminine and ratifies that for him they are not only a reference for the development of the boy and the girl, they refer to the way how each subject deals with the recognition of the difference. Anatomy is given, what is not given is the way how each subject sees his anatomy. Consequently: sexual bipolarity is psychic and not anatomo-physiological and the subject will be placed on one side of the formulas of sexuation, proposed by Lacan, and not necessarily always on the same side.
Palavras-chave: Adolescência
Psicanálise
Sexualidade
Sexuação
Disforia de gênero
Intersexualidade
Adolescence
Psychoanalysis
Sexuality
Sexuation
Gender dysphoria
Intersexuality
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::TRATAMENTO E PREVENCAO PSICOLOGICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Educação e Humanidades::Instituto de Psicologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicanálise
Citação: SILVA, Heloene Ferreira da. Uma abordagem psicanalítica das questões da sexualidade na atual clínica com adolescentes. 2017. 170 f. Dissertação (Mestrado em Psicanálise) – Instituto de Psicologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/19685
Data de defesa: 8-Mar-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Psicanálise

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Heloene Ferreira da Silva - 2017 - Completa.pdf1,82 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.