Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/20482
Tipo do documento: Dissertação
Título: “Elas mentem, usam a DEAM como Disk Vingança”: a representação social dos policiais das DEAMs do Estado do Rio de Janeiro sobre as mulheres em situação de violência e gênero
Título(s) alternativo(s): “They lie, they use the DEAM as Disk Revenge”: the social representation of the civil police of the Rio de Janeiro State´s DEAMs on omn in violence situations
Autor: Silva, Pamella Valadares Console 
Primeiro orientador: Castro , Ricardo Vieiralves de
Primeiro membro da banca: Muniz, Jacqueline de Oliveira
Segundo membro da banca: Pereira, Íbis Silva
Terceiro membro da banca: Möller, Renato César
Resumo: A presente pesquisa investigou as Representações Sociais dos policiais civis que trabalham em Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAM) do Estado do Rio de Janeiro sobre a mulher em situação de violência. A pesquisa foi realizada em três DEAMs da região Metropolitana do Rio de Janeiro e se baseou na Teoria das Representações Sociais, desenvolvida por Serge Moscovici (1961), sob a perspectiva da abordagem culturalista de Denise Jodelet (1989). A estratégia metodológica utilizada foi a pesquisa qualitativa e os instrumentos de coleta de dados foram as entrevistas semidirigidas. Para análise dos dados utilizou-se a Análise de Conteúdo Temática (BARDIN, 2010), seguindo as etapas operacionais: constituição do corpus, leitura flutuante, codificação, categorização e inferências. A análise apontou que as mulheres que estão em situação de violência são representadas, principalmente, a partir de duas perspectivas: “as vítimas e as que utilizam o registro de ocorrência como vingança”; determinando em como as mulheres utilizam o espaço das DEAMs e para a forma de como os/as policiais as percebem. Tais representações foram ancoradas e objetivadas em concepções ligadas à esfera biológica, social e emocional. Foi percebido que os/as policiais procuram agir de forma imparcial e para não favorecer no seu atendimento nem as mulheres nem os homens. A precariedade de como os/as policiais trabalham surgiu tanto como fator da motivação do trabalho, afetando diretamente o atendimento às mulheres, assim como na percepção das DEAMs enquanto espaço de acolhimento, para que a mulher encontre possibilidades de uma vivência mais digna, longe da violência.
Abstract: The present research investigated the Social Representations of the civil police who work in Specialized Police Stations for Women (DEAM) of the Rio de Janeiro State on women in violence's situations. The research was made in three DEAMs of the Rio de Janeiro's Metropolitan region and it was based on the Theory of Social Representations, developed by Serge Moscovici (1961), from the perspective of the culturalist approach of Denise Jodelet (1989). The methodological strategy used was the qualitative research and the instruments of data collection were semi-structured interviews. To analyze the data, was used the Thematic Content Analysis (BARDIN, 2010), following the operational steps: corpus' constitution, floating reading, codification, categorization and inferences. The analysis pointed out that women who are in violence's situations are represented, mainly, from two perspectives: "the victims and those who use the occurrence register as revenge"; determining how women use the DEAMs' space and the way police officers perceive them. Such representations were anchored and objectified in conceptions linked to the biological, social and emotional sphere. It was noticed that the policemen try to act in an impartial way and not to favor neither the women nor the men in their care. The precariousness of the police work has emerged both as a factor of work motivation, directly affecting the service to women, as well as in the perception of the DEAMs as a reception space, so that women find possibilities for a more dignified life, far from violence.
Palavras-chave: Violência de gênero
DEAM
Representações sociais
Gender violence
DEAM
Social representations
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Educação e Humanidades::Instituto de Psicologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citação: SILVA, Pamella Valadares Console. “Elas mentem, usam a DEAM como Disk Vingança”: A representação social dos policiais das DEAMs do Estado do Rio de Janeiro sobre a mulher em situação de violência de gênero. 2018. 122 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) – Instituto de Psicologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/20482
Data de defesa: 28-Fev-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Pamella Valadares Console Silva - 2018 - Completa.pdf892,69 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.