Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/20634
Tipo do documento: Dissertação
Título: Representação social da qualidade de vida de pessoas vivendo com HIV/aids em municípios de pequeno porte
Título(s) alternativo(s): Social representation of the quality of life of people living with HIV / AIDS in small municipalities
Autor: Oliveira Júnior, Reynaldo de Jesus 
Primeiro orientador: Marques, Sergio Corrêa
Primeiro membro da banca: Cecilio, Hellen Pollyanna Mantelo
Segundo membro da banca: Oliveira, Denize Cristina de
Resumo: Este estudo teve como objetivo analisar a representação social da qualidade de vida de pessoas que vivem com HIV/aids residentes em municípios de pequeno porte do estado do Rio de Janeiro. É uma pesquisa do tipo descritiva, de natureza qualitativa, apoiada na Teoria das Representações Sociais, no âmbito da sua abordagem estrutural. Os cenários do estudo foram os ambulatórios de atendimento as pessoas com HIV/aids no âmbito dos programas municipais de IST/aids e hepatites virais dos municípios de pequeno porte da Região do Médio Paraíba do estado do Rio de Janeiro. Participaram 80 pessoas que atenderam os critérios da pesquisa. Na coleta de dados foram utilizados um formulário para a técnica da associação livre de palavras ao termo indutor “qualidade de vida”, e questionário para coleta de dados socio clínicos. Sendo os procedimentos realizados no período de fevereiro a março de 2020. O produto das evocações livres foi organizado, padronizado e submetido a análise prototípica e de similitude. O grupo estudado foi constituído por 57,5% de homens e 42,4% mulheres, em sua maioria jovens com idade inferior a 40 anos (56,3%), com baixa escolaridade e apenas 7,5% com ensino superior completo. O grupo também é formado, em sua maioria (71,25%), por indivíduos com renda inferior a 2 salários mínimos. Constatou-se que 72,75% convivem com diagnóstico a menos de 10 anos, e 96,25% utilizam TARV. A análise prototípica evidenciou que no núcleo central estão os elementos “boa alimentação”, “saúde” e “estado psicológico” e a primeira periferia “lazer”, “atividade física” e “família. Na análise de similitude os termos que mais estabeleceram conexões foram “boa alimentação”, “lazer” e “atividade física”. A representação social do grupo se expressa pelas seguintes dimensões temáticas: dimensão corporal, dimensão psicológica, dimensão processo saúde-doença, dimensão social e a dimensão determinantes sociais da qualidade de vida. Diante dos achados considera-se que a representação social da QV das pessoas vivendo com HIV residentes nos municípios de pequeno porte está assentada nos cuidados de saúde e na busca do bem-estar, importantes aliados para a QV. Conclui-se que os achados do estudo evidenciam como é a representação social do grupo que expressa o pensamento social e os significados atribuídos à qualidade de vida pelas pessoas que vivem com HIV nos municípios de pequeno porte. A representação social está assentada no apoio social e nas práticas de promoção da saúde, que contribuem para a boa qualidade de vida, na medida em que proporcionam saúde física e mental. Para atingir ou manter a qualidade de vida percebem como necessária a harmonia entre o corpo e mente revelando ser importante manter a boa alimentação, exercitar-se e desenvolver atividades de lazer para manter um equilíbrio mental ou bom estado psicológico.
Abstract: This Study had with objective to analyze the social representation of the quality of life of people living with HIV/aids living in municipalities small portin the state of Rio de Janeiro. It is a descriptive research, of nature qualitative, supported by the theory of social representations, within the scope of its structural approach. The study scenarios were the outpatient clinics for people with HIV/AIDS within the scope of municipal programs of STI/AIDS and viral hepatites in the municipalities of small port to medium region Paraíba of the state of Rio de Janeiro. Participated 80 people who comply with following criteria. In data collection was used a form for the technique of free association of words to inductive term “quality of life”, and socio-clinical questionnaire. The procedures being performed in the period of february to march to 2020. The product of free evocations was organized, standardized and submitted to prototypical and similarity analysis. The group studied was constituted by 57,5% men and 42,4% women, mostly young people under the age of 40 (56,3%), with low schooling and only 7,5% with complete higher education. The group is also formed, mostly (71,25%), by individuals with an income below 2 minimum wages. It was found that 72,75% live with a diagnosis for less than 10 years, and 96,25% use TARV. The prototypical analysis showed that in the central nucleus are the elements “good nutrition”, “Health” and “psychological state” and the first periphery “leisure”, “ physical activity” and “ Family”. In the similitude analysis, the terms that most established connections were “good nutrition”, “leisure” and “ physical activity”. The group’s social representation is expressed by the following thematic dimensions: body dimension, phychological dimension, Health disease process dimension, Social dimension and the dimension of social determinants of quality of life. In view of the findings, it is considered that the social representation of the quality of life of people living with HIV residents in small municipalities is based on health care and the pursuit of well-being, important allies for quality of life. It is concluded that the findings of the study show how the social representation of the group that expresses social thinking and the meanings attributed to the quality of life by people living with HIV in the small port municipalities. The social representation is based on social support and in the health promotion practices, which contribute to a good quality of life, insofar as They provide physical and mental health. To achieve or maintain the quality of life, realize how is necessary the harmony between body and mind, showing it is importante to keep a good nutrition, exercise and develop leisure activities to maintain a mental balance or good psychological state.
Palavras-chave: Qualidade de vida
AIDS
Representação social
Práticas em saúde
Enfermagem
Quality of life
AIDS
Social Representation
Health practices
Nursing
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro Biomédico::Faculdade de Enfermagem
Programa: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citação: OLIVEIRA JÚNIOR, Reynaldo de Jesus. Representação social da qualidade de vida de pessoas vivendo com HIV/aids em municípios de pequeno porte. 2021. 126 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Enfermagem, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2021
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/20634
Data de defesa: 28-Mai-2021
Aparece nas coleções:Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Reynaldo de Jesus Oliveira Junior - 2021 - Completa.pdf1,84 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.