Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/20707
Tipo do documento: Dissertação
Título: Diário de bordo: narrativas sensíveis de cuidado como políticas de escrita de uma psicóloga na fronteira do Brasil
Título(s) alternativo(s): Logbook: sensitive narratives of care as writing policies of a psychologist on the border of Brazil
Autor: Ferreira, Isabel Sampaio dos Santos 
Primeiro orientador: Quadros, Laura Cristina de Toledo
Primeiro membro da banca: Franco, Luciana de Oliveira Pires
Segundo membro da banca: Lomba, Débora Emanuelle Nascimento
Terceiro membro da banca: Moraes, Marcia Oliveira
Resumo: O presente trabalho é uma proposição que busca registrar vivências de uma viagem-travessia e aposta no recurso metodológico do diário de bordo enquanto política de escrita possível no campo acadêmico, na contramão de modos modernos tradicionalmente pensados para se pesquisar e escrever em Psicologia Social. Sob a metáfora do navegar rumo ao desconhecido, repleta de desvios, surpresas, desafios e aprendizados, o diário se constrói a partir de pequenos encontros cotidianos e é apresentado por meio de narrativas de cuidado vivenciadas por uma psicóloga na região de fronteira do Brasil. A bordo de alianças companheiras, grandes inspirações, como a Teoria Ator-Rede (TAR), de Bruno Latour; Ciência no Feminino, de Isabelle Stengers; noção de Versão, de Vinciane Despret; PesquisarCOM, de Marcia Moraes; e Pesquisa Artesanal, de Laura Quadros, seguimos as pistas do campo, lançando mão de um guia de viagem atento, aberto e disponível às afetações. Partindo da indissociabilidade entre pesquisa e vida, e despindo-se de certezas e a prioris de ambas esferas, foi possível vislumbrar modos de conhecer, fazer, escrever e pesquisar na direção de uma Psicologia não moderna. Dessa forma, ao acompanhar histórias, o diário de bordo nos permitiu multiplicar as suas versões, produzir deslocamentos, estabelecer redes e conexões, legitimar a dimensão sensível, ressignificar as experiências e resistir pela via do afeto. Configura-se, por fim, enquanto uma política de escrita tecida a muitas mãos.
Abstract: The present work is a proposal that seeks to record experiences of a journey-crossing and bets on the methodological resource of the logbook as a possible writing policy in the academic field, against the grain of modern ways traditionally thought to research and write in Social Psychology. Under the metaphor of navigating towards the unknown, full of detours, surprises, challenges and learning, the diary is built from small everyday encounters and is presented through narratives of care experienced by a psychologist in the border region of Brazil. On board of companion alliances, great inspirations, such as the Actor-Network Theory (TAR), by Bruno Latour; Science in the Feminine, by Isabelle Stengers; notion of Version, by Vinciane Despret; SearchCOM, by Marcia Moraes; and Handmade Research, by Laura Quadros, we follow the clues of the field, making use of a travel guide that is attentive, open and available to affectations. Starting from the indissociability between research and life, and stripping away the certainties and a prioris of both spheres, it was possible to envision ways of knowing, doing, writing and researching towards a non-modern Psychology. In this way, by accompanying stories, the logbook allowed us to multiply its versions, produce displacements, establish networks and connections, legitimize the sensitive dimension, resignify experiences and resist through affection. Finally, it configures itself as a writing policy woven by many hands.
Palavras-chave: Política de escrita
Narrativas de cuidado
Psicologia não moderna
Dimensão sensível
Writing policy
Care narratives
Non-modern psychology
Sensitive dimension
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro de Educação e Humanidades::Instituto de Psicologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citação: FERREIRA, Isabel Sampaio dos Santos. Diário de bordo: narrativas sensíveis de cuidado como políticas de escrita de uma psicóloga na fronteira do Brasil. 2023. 80 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Instituto de Psicologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2023.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/20707
Data de defesa: 14-Jul-2023
Aparece nas coleções:Mestrado em Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Isabel Sampaio dos Santos Ferreira - 2023 - Completa.pdf2,09 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.