Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/5924
Tipo do documento: Dissertação
Título: A potencialidade da Tele-Educação em saúde como ferramenta de qualificação das equipes de atenção básica
Título(s) alternativo(s): The potential of Tele-Education in health as a tool for qualification of primary care teams
Autor: Morais, Renata Fernanda de 
Primeiro orientador: Rendeiro, Márcia Maria Pereira
Primeiro membro da banca: Jorge, Renata Rocha
Segundo membro da banca: Bavaresco, Caren Serra
Resumo: No contexto de reformulação da atenção básica e da necessidade de qualificação dos profissionais das equipes de saúde da família através de ações efetivas de Educação Permanente em Saúde, surgem incentivos aos projetos de Telessaúde, especialmente para a Atenção Básica, colocando o Telessaúde como importante ferramenta para educação permanente frente aos desafios de descentralização da saúde num país com dimensões continentais como o Brasil. O Telessaúde assegura a construção do conhecimento em ambientes virtuais, de modo a contribuir para a organização dos serviços e uma formação coerente com as necessidades de saúde da população. Diante disso, traçamos como objetivos deste estudo apresentar o processo da implantação do Programa Telessaúde Brasil Redes (PTBR) na Atenção Básica no Estado do Rio de Janeiro e identificar os principais desafios e potencialidades na educação permanente dos profissionais de saúde das equipes de atenção básica. O estudo justifica-se pela necessidade de fortalecer a sustentabilidade do Programa Telessaúde como instrumento de educação permanente. A metodologia do estudo consistiu em pesquisa documental, análise de dados secundários do 1º Ciclo do Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) e entrevistas semiestruturadas. O processo de implantação iniciou-se em 2007, através do Projeto Piloto Nacional de Telessaúde, com a criação do Núcleo de Telessaúde do Estado do Rio de Janeiro no Laboratório de Telessaúde localizado no Hospital Universitário Pedro Ernesto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (HUPE/UERJ). As pactuações entre Conselho de Secretários Municipais do Rio de Janeiro (COSEMS/RJ) e a Secretaria de Estado de Saúde (SES/RJ) definiu o critério de cobertura de saúde da família para a implantação dos pontos de telessaúde nos municípios. A conectividade foi apontada como aspecto dificultoso para a implantação e os resultados da avaliação externa do PMAQ-AB refletiram um cenário de desigualdades na infraestrutura no que tange equipamentos de informação e comunicação. Os entrevistados do estudo mencionaram, em unanimidade, a webconferência como serviço mais utilizado na implantação do PTBR no Estado do Rio de Janeiro, e pontuaram a necessidade de mudanças nos processos de trabalho em função da adoção das novas tecnologias de informação. Com isso, sugerimos a necessidade de um melhor alinhamento da telessaúde a outros programas do Ministério da Saúde, assim como a sensibilização dos gestores municipais para apoio às equipes de saúde da família na inserção da tele-educação nos processos de trabalho, superando barreiras de eventuais resistências à mudança
Abstract: In the context of the reformulation of basic health care and the need to qualify the professionals of the family health teams through the effective actions of Permanent Health Education, incentives for the projects of Telehealth, especially for basic Care, are emerging, placing Telehealth as an important tool for Permanent Education against the challenges of decentralization of health in a country with continental dimensions such as Brazil. Telehealth ensures the construction of knowledge in virtual environments, in order to contribute to the organization of services and a training coherent with the health needs of the population. In view of this, we set out as objectives to present the Telehealth Program Brazil Networks (PTBR) implementation process in Primary Care in the State of Rio de Janeiro and to identify its main challenges and potentialities in the permanent education of the professionals of the basic care teams. The study is justified by the need to strengthen the sustainability of the Telehealth Program as a permanent education instrument. The methodology of the study consisted of documentary research, analysis of secondary data of the 1st Cycle of the Program of Improvement of the Access and Quality of Basic Attention and semi-structured interviews. The implementation process began in 2007, through the National Pilot Project of Telehealth, with the creation of the Nucleus of Telehealth of the State of Rio de Janeiro in the Laboratory of Telehealth located at the Universitary Hospital Pedro Ernesto of Rio de Janeiro State University.. The agreements between the Council of Municipal Secretaries of Rio de Janeiro (COSEMS / RJ) and the State Department of Health (SES / RJ) defined the criterion of health coverage of the family for the implementation of telehealth centers in the municipalities. Connectivity was identified as a difficult aspect for the implementation and the results of the external evaluation of the PMAQ-AB reflected a scenario of inequalities in infrastructure regarding information and communication equipment. The interviewees unanimously mentioned web conferencing as the most used service in the implementation of PTBR in the State of Rio de Janeiro, and pointed out the need for changes in work processes due to the adoption of new information technologies. With this, we suggest the need for a better alignment of telehealth with other Ministry of Health programs, as well as the awareness of municipal managers to support family health teams in the insertion of tele-education in work processes, overcoming barriers of possibles resistences to change
Palavras-chave: Permanent education in health
Family health strategy
Telehealth
Tecnologia educacional
Educação permanente
Atenção primária à saúde
Educação permanente em saúde
Estratégia saúde da família
Telessaúde
Educação continuada
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro Biomédico::Faculdade de Ciências Médicas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Telessaúde e Saúde Digital
Citação: MORAIS, Renata Fernanda de. A potencialidade da Tele-Educação em saúde como ferramenta de qualificação das equipes de atenção básica. 2017. 123 f. Dissertação (Mestrado em Telemedicina e Telessaúde) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/5924
Data de defesa: 20-Fev-2017
Aparece nas coleções:Mestrado Profissional em Telemedicina e Telessaúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Renata Fernanda de Morais Dissertacao completa.pdf2,4 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.