Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/7232
Tipo do documento: Tese
Título: Caminhando o bom caminho: a noção de Segurança Alimentar e Nutricional dos Guarani de Sapukai
Título(s) alternativo(s): Walking the Good Walk: the notion of Food and Nutritional Security of Sapukai Guarani
Autor: Verona, Luciana Drummond Paz 
Primeiro orientador: Gulgelmin, Silvia Angela
Primeiro membro da banca: Ferreira, Francisco Romão
Segundo membro da banca: Schneider, Olívia Maria Ferreira
Terceiro membro da banca: Frozi, Daniela Sanches
Quarto membro da banca: Veiga, Felipe Berocan
Resumo: Os Guarani são indígenas que ocupam terras no litoral Sul e Sudeste do Brasil. São conhecidos por sua constante mobilidade, em um caminhar encorajado, dentre outros motivos, pela busca da ―Terra sem males‖. A caminhada é literal e simbólica: engloba normas que são seguidas para alcançarem essa terra. Viver de acordo com as regras é expressar o ―jeito de ser Guarani‖, o nhanderekó. O objetivo da presente pesquisa é analisar os elementos constituintes da noção de Segurança Alimentar e Nutricional para os Guarani de Sapukai. Os dados organizados neste trabalho fazem parte de trabalho de campo desenvolvido de 2011 a 2014 na aldeia Sapukai, Angra dos Reis - RJ. Realizamos observação sistemática e entrevistas com indígenas, dentre eles homens e mulheres de diferentes idades, e líderes espirituais e políticos da aldeia. As entrevistas foram aprofundadas em vários encontros, e o material empírico foi analisado com base na análise de conteúdo temática. A noção de SAN para os Guarani de Sapukai difere da que encontramos na Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional, a LOSAN. O que se sobressai nas falas são discursos acerca de uma terra que os permita desenvolver o nhandé rekó. A dimensão imediata na busca da ―terra sem males‖ aflora nos argumentos, que não desassociam o ―jeito certo de viver‖, que inclui o plantar, colher, cozinhar e comer, de uma terra que os permita realizar essas ações de acordo com as regras estabelecidas por Nhanderú, a divindade máxima. Nesse contexto, falam da necessidade de uma caminhada por um trajeto correto, ou seja, o seguir as normas (tradicionais), que também se expressam nas diferentes fases do sistema alimentar, e que os levaria ao encontro da segunda dimensão da ―Terra sem males‖: a garantia da vida eterna. A busca por um território onde se pode viver como verdadeiro Guarani é soberana nos discursos e atitudes. Dessa forma, a SAN só pode ser alcançada em um território que os permita viver ―no caminho‖. Nos ritos tradicionais, os principais elementos são os alimentos, que precisam ter sido plantados, colhidos e preparados em boa terra, de acordo com as normas. Território, tradição e rituais, portanto, são três categorias constituintes da noção Guarani de SAN, que ainda engloba, em seu núcleo, a religião/ cosmogonia como produtora de normas e organizadora da comunidade. Embora a LOSAN afirme a necessidade do respeito à cultura e tradição na definição de SAN, apontamos que ainda existe uma grande distância entre as duas, o que dificulta ações práticas contextualizadas. O diálogo entre indígenas e direcionadores de políticas de SAN é uma necessidade urgente
Abstract: The Guarani are indigenous Indians who occupy lands in the South and Southeast coasts of Brazil. They are known for their constant mobility, in a peregrination inspired, among other reasons, by the search for a "Land without evil." The peregrination is both literal and symbolic: it includes rules which are followed to reach this land. Living according to the rules is expressing the "Guarani way of being": the nhanderekó. The purpose of this research is to analyze the constituted elements in the notion of the Food and Nutritional Security (FNS) for Sapukai Guarani. The data organized in this work are part of field work developed from 2011 to 2014 in the Sapukai village, Angra dos Reis RJ. We carried out systematic observations and interviews with indigenous people, including men and women of different ages, spiritual leaders and village politicians. The interviews delved deep during various meetings, and the empirical material was analyzed based on thematic content analysis. The notion of FNS for Sapukai Guarani differs from that found in the Organic Law on Food and Nutritional Security, the LOSAN. What stands out in the dialogues are discourses about a land that allows them to develop the nhandérekó. The immediate dimension in search of the "Land without evil" emerges in the arguments, which do not disassociate the "right way to live--" including planting, harvesting, cooking and eating, from a land that allows them to perform these actions in accordance with the rules established by Nhanderú, the highest divinity. In this context, they speak about the need of a walk through a correct path, i.e., following rules (traditional), which are also expressed in the different stages of the food system, and that would lead them to reach the second dimension of the "Land without evil:‖ the assurance of eternal life. The search for a territory where they can live as a true Guarani is predominant in dialogues and attitudes. Thus, the FNS can only be achieved in a territory that allows them to live "in the way." In traditional rites, the main elements are the foods that must have been planted, harvested and prepared in good ground, according to the rules. Territory, tradition and rituals, are then three constituent categories of the Guarani notion of SAN, which also includes, at its core, religion/cosmogony as a producer of norms and as a community organizer. Although, the LOSAN affirms the need to respect the culture and tradition in the definition of FNS, we point out that there is still a great gap between the two, which makes contextualized practical conduct difficult. Dialogue between the indigenous people and leaders of FNS policies is an urgent need
Palavras-chave: Segurança alimentar e nutricional
Mbyá Guarani
Alimentação e cultura
Índios sul-americanos
Food and nutritional security
Mbyá Guarani
Food and culture
South american Indians
Nutrição - Brasil
Segurança alimentar - Brasil
Índios Guarani Mbiá
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO::ANALISE NUTRICIONAL DE POPULACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UERJ
Departamento: Centro Biomédico::Instituto de Nutrição
Programa: Programa de Pós-Graduação em Alimentação, Nutrição e Saúde
Citação: VERONA, Luciana Drummond Paz. Caminhando o bom caminho: a noção de Segurança Alimentar e Nutricional dos Guarani de Sapukai. 2015. 24 f. Tese (Doutorado em Alimentação, Nutrição e Saúde) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.uerj.br/handle/1/7232
Data de defesa: 29-Set-2015
Aparece nas coleções:Doutorado em Alimentação, Nutrição e Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Tese_Luciana Paz Verona.pdf529,94 kBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.